quinta-feira, 8 de julho de 2010

Quem quer,

um pouco de coração vulnerável ai?

Como, olhar uma foto pode causar tantas reações em uma pessoa só? A ponto dela sair loucamente procurando por data quando ela foi tirada, que horas que aconteceria o fato, entradas e saídas de orkut, procuradas de depoimentos não aceitos, senhas e e-mails pra poder descobrir, e mesmo não tendo descobrido nada, deixar molhado o teclado com algumas gotas de desespero?

Como pode não ter saído da minha cabeça esse fato ainda?
Porque, por mas que eu tente e relute, não consigo perdoar?
Afinal, quando foi que eu perdoei alguém, não é?
Tentar, eu já tentei. Talvez eu até queira perdoar, mas uma vez feito o corte ou o furo que seja no coração de uma garota que está apaixonada, sabemos que band-aid nenhum fecha.
Não queria mais sentir, queria poder esquecer. Essas borboletas de medo, amor, e decepção voando aqui no meu estômago, estão me deixando enjoada demais.
Preciso arrumar uma forma de fazer com que elas saiam, ou esperar que elas morram, dentro de mim, uma por uma.
Qual será a forma menos dolorosa, para uma garota que não quer deixar de sentir as borboletas do amor?

But now it feels like, there is nothing left inside ♪ .

Nenhum comentário:

Postar um comentário